segunda-feira, 23 de setembro de 2013

O Caso do Porquinho Chico - cap 4



Capítulo Quatro


As duas amigas voltaram até a casa do sujeito que havia aceitado “esconder” o porco Chico. Mas ninguém atendia à campainha.

Ára! Temos que ver o Chico, ver como ele tá!” – disse Vanessa.

“Mas o moço não atende! E o muro não deixa ver!” – respondeu Valéria.

“Faz ‘pé-pé’ pra mim, que eu olho por cima do muro!” – disse Vanessa.

Valéria juntou as mãos entrelaçando os dedos, fazendo um apoio para Vanessa subir.

Vanessa, usando o ‘pé-pé’, se esticou toda para ver do outro lado do muro.

“Valéria! =|” – exclamou Vanessa.

“O que foi?”

“O Chico! Ele tá sem banho! E tá preso! Tá com carinha de triste! O moço colocou ele numa jaula pequenininha!” – disse Vanessa..

Ocê consegue pular?”

“Não”.

“Tão desce que minha mão tá doendo já”.

“Ele enganou a gente, Valéria! Ele não tá cuidando bem do Chico!”.

“Vamos pedir o Chico de volta!” – disse Valéria.


Elas ficaram esperando o sujeito aparecer. Até que o portão da casa abriu e uma caminhonete saiu de lá.


“Vanessa, olha!” – Valéria gritou apontando.

“É o Chico! Ele colocou a jaula com o Chico na carroceria daquela caminhonete!”


Elas correram até o sujeito que desceu para fechar o portão.


“Ei, moço! Devolve o porquinho Chico!” – disse Vanessa.

“Não conheço ocês! E o que estão fazendo que não estão na escola? Desapareçam!” – respondeu o sujeito, entrando na caminhonete e dando a partida.

“Pra onde ele vai levar o Chico?” – disse Vanessa desolada.

“Será que é pra fazenda onde gostam dos porquinhos?” – disse Valéria.

Ára! Deixa de ser pastel! Ele é malvado! Ele mentiu! Não existe essa fazenda! Temos que ir atrás e pegar o Chico!”

Elas tentaram correr atrás da caminhonete até que a perderam de vista em meio à nuvem de poeira que ela deixava pra trás na estrada de terra.


“Valéria, Ele levou meu porquinho” – disse Vanessa triste.  =(


Elas voltaram cabisbaixas para suas casas.

Quando Vanessa chegou a casa seus pais haviam voltado da roça para o almoço.
Vanessa chegou com cara de ter chorado e toda suja da poeira da estrada.


“Vanessa, o que houve?” – perguntou a mãe.

“Nada”.

“Olha o estado de sujeira que ocê tá! E por que essa cara de quem chorou? O que aconteceu? Foi algo na escola?”


O pai de Vanessa nessa hora deu falta do porco:


“Onde tá o porco?” – o pai perguntou.

“Roubaram o Chico!” – Vanessa respondeu com voz chorosa.


Bateram à porta e a mãe de Vanessa foi atender.


Uai, quem será?” – disse a mãe de Vanessa – “Vou ver quem é, mas ocê ainda vai ter que explicar o porquê dessa cara e dessa sujeira, Vanessa”.

 – “Boa tarde, Dona Vaninha!” – disse o homem que batera à porta.

“Padre Francisco?” – A mãe de Vanessa se admirou do padre ir à sua casa.

“Não esperava! Não repare na bagunça! O sinhô está servido para o almoço? O que o traz aqui, padre?” – perguntou a mãe de Vanessa.


Continua...


2 comentários:

  1. :( O porquinho Chico, tá preso </3
    Td culpa desse desalmado homem do mal :@
    Não gosto, não gosto e não gosto dele!!!
    Será q vão conseguir salvar o pobre Chico, antes d virar bacon?
    Torcendo (yn)

    ResponderExcluir
  2. Será que o Chico vai virar torresminho?

    ResponderExcluir